• Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

Alessandra Batista - Cria ativos - Realejo Mensagens - Todos os direitos reservados

"Para todos os locais e ocasiões, o Realejo tem a mensagem certa!"

Personalize seu evento com nossas mensagens.

 

Eventos gerais, corporativos e empresariais, congressos, feiras, SIPATs e SISAs, ações promocionais, shows,formaturas,

festas de aniversário, 15 anos, casamento, chás de panela e bebê, datas comemorativas e ocasiões especiais.

Concebido e manipulado pela artista Alessandra Batista, o Realejo Mensagens mistura e integra várias artes, fazendo uma releitura e buscando resgatar a memória dos antigos Realejos, arte de rua que existiu no final do século XIX e inicio do século XX em praças e parques. Ainda existem alguns poucos em São Paulo que ainda atuam como os antigos, e utilizam animais, pássaros reais. Nessa releitura é utilizado elementos circenses, teatro de bonecos, música da caixa de música, frases e/ou pequenos textos e versos da literatura, pensadores e grandes nomes.

O Realejo é  um mini espetáculo, vivo, interativo, móvel, que ao contrário dos espetáculos tradicionais que são apresentados para grandes plateias, propõe uma relação intimista com o público. Na medida em que o boneco é manipulado o espectador interage e constrói a cena, gerando cumplicidade. O Realejo busca criar interações com os espaços e públicos, sendo uma intervenção itinerante e móvel. A Intervenção desperta curiosidade no público espontâneo ao se depararem com uma expressão cênica tão inovadora, exclusiva, poética e, ao mesmo tempo, tão carregada de história. É um projeto multisetorial que trabalha principalmente com o teatro e a literatura, mas dialoga com o circo, a performance e o resgate cultural.

 

Breve História do Realejo

O Realejo teve sua origem na Europa há mais de 200 anos e chegou ao Brasil no inicio do século passado. Sua fabricação era artesanal e foram fabricadas caixas de tamanhos diversos. Sua música é acionada por um sistema de foles, cilindros e manivela. Nunca foi fabricado no Brasil e por ser artesanal e antigo, é raro. Inicialmente as mensagens eram sorteadas por micos, que com o tempo foram substituídos por pássaros (periquitos, maritacas, calopsitas).

 

Mini Currículo:

Alessandra Batista é pedagoga, atriz, educadora e terapeuta integrativa. Possui ainda experiência em cenografia, figurino e produção. Trabalha com educação em espaços não formais e alternativos e criações artísticas para eventos há mais de 10 anos. Atualmente pesquisa palhaçaria, contação de histórias e teatro em miniatura fazendo parte do coletivo EmCaixa Teatro Lambe Lambe e do projeto Kamishibai Brasil.

 

Objetivos:

- Facilitar o contato das pessoas com o teatro, a literatura e a arte;

- Democratizar o acesso, a fruição e a formação de público, levando a intervenção até o público e facilitando o acesso;

- Atingir uma grande quantidade de público aleatório e diverso;

- Informar de forma lúdica e divertida;

- Possibilitar um momento de pausa divertida no cotidiano;

- Estimular o olhar reflexivo pra si e pro mundo a partir de frases e trechos de livros, autores, frases e mensagens curativas/reflexivas (não religiosas);

- Conectar o expectador com a presença do agora, à entrega no momento presente, incluindo a apresentação, um elemento não cotidiano, ao cotidiano;

- Circular e difundir a informação, bens, serviços e conteúdos culturais retirando-os de seu espaço convencional e ocupando um espaço público e cultural não convencionalmente utilizado para estes fins;

- Utilizar da arte como elemento curativo, reflexivo e educativo de forma sutil, não invasiva e livre, buscando alcançar e criar auto reflexão e auto analise;

- Estimular a imaginação, o pensamento, o raciocínio, a formulação lógica a partir de cada bilhete recebido e sua interpretação/analise e, consequentemente, auto analise.

- Inspirar o espectador a olhar pra si mesmo e refletir, trazendo esperança, leveza, acolhimento e amorosidade dentro da rotina cotidiana.

- Valorizar a diversidade cultural, o individuo, o tempo cotidiano e o espaço público;

- Minimizar estados cotidianos de stress, possibilitando o acesso à arte gratuita, mensagens e afeto;

- Aprimoramento pessoal artístico e humano;

- Resgatar a memória dos antigos Realejos presentes em praças e parques no final do século XIX e inicio do século XX e por muitos desconhecido, ou esquecido;

- Fazer uma releitura e reflexão quanto ao uso de animais vivos em circos, realejos, ou espetáculos diversos, substituindo por um boneco manipulado, mantendo a magia e encantamento sem uso animal. Buscando essa consciência sobre a manipulação animal.

- Com as mensagens buscar estimular o olhar, a reflexão, o sentir, as percepções, a auto estima;

- Aguçar a curiosidade do espectador em relação aos temas e artes abordados, criando um processo educativo posterior, que pode ser vivido individual ou coletivamente;

- Misturar várias artes como teatro, teatro de bonecos, performance/ intervenção, literatura e resgate cultural, resgatando a memória dos antigos realejos.

 

Justificativa:

O Realejo Mensagens resgata de forma lúdica e poética a memória dos velhos realejos, caixas de musica que possuíam um pássaro que retirava mensagens personalizadas com o bico, e que levavam arte e encantamento pras praças, parques e ruas no século XIX e inicio do século XX. É uma releitura que integra diferentes tempos e artes e, na forma de entretenimento, proporciona encantamento, divertimento e reflexão.

Ao contrário dos espetáculos tradicionais que são apresentados para grandes plateias, o Realejo propõe uma relação intimista com o público. Na medida em que o boneco é manipulado o espectador interage e constrói a cena, gerando cumplicidade. O Realejo busca criar interações com os espaços e públicos, sendo uma intervenção itinerante e móvel. A Intervenção desperta curiosidade no público espontâneo ao se depararem com uma expressão cênica tão inovadora, exclusiva, poética e, ao mesmo tempo, tão carregada de história. Em muitos a intervenção desperta memórias e lembranças, enquanto outros conhecem o que foi o Realejo a partir deste.

Em tempos de correria, tempo escasso, estresse e cansaço cotidiano, o Realejo é interessante por ser adaptável à estes tempos, à condições e espaços diversos, levando um espetáculo inteiro que cabe em instantes. Interativo e vivo, atinge não só quem participa ativamente recebendo uma das mensagens, mas afeta o meio, a quem assiste encantado a cena da interação do Realejo com o outro. Por ter toda a cenografia acoplada ao corpo da artista, o espetáculo é compacto e itinerante.

 O figurino e cenografia são lúdicos e causam encantamento. O Pássaro encanta e causa a aproximação, por ser o personagem principal, por parecer vivo, quebra as barreiras do contato humano fazendo reverberar reações desprendidas e espontâneas. Na presença do agora a pessoa se abre pra receber as mensagens como grandes presentes, de coração aberto. Muitas vezes estas pequenas mensagens causam grandes emoções por tocarem profundamente os corações. O Realejo consegue ser pequeno e compacto, mas muito grande no que se propõe. As mensagens são trocadas por afeto, por afago, por carinho, e muitas vezes nesse processo da troca é isso que o expectador sente receber. O que nestes tempos, traz pequenas grandes transformações. O expectador além da mensagem, muitas vezes leva também um sorriso e mais leveza em seu trajeto e caminho. E isso reverbera também pra quem vê.

O Realejo já se apresentou em espaços diversos, em empresas, casamentos e eventos sociais, em praças, parques, festivais, feiras literárias, escolas, em museus, etc. Já levou mensagens de consciência, de incentivo, de amor e gratidão, frases inspiradoras de escritores e trechos de livros, mensagens de reflexão. Já foi apresentado no MAM- Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, no Palácio das Artes em Belo Horizonte, no Museu de Arte da Pampulha no evento ato da entrega de titulo da Pampulha como Patrimônio Cultural da Humanidade, na Virada Cultural de Belo Horizonte no ano de 2016, no Festival de Inverno de Belo Horizonte em 2016, Festival da Gentileza em Belo Horizonte 2017, em caravanas sociais e culturais como o Praça Ativa, e Caravana Horizontes Culturais e outros projetos da Laranjeira Produções, etc.

seu evento? Passar mensagens em bilhetes personalizados de forma lúdica, única e marcante? Somos a solução.  Fazemos festa de formatura, teatro educativo, teatro, empresarial e deixamos seu casamento mais criativo